Aves
Aves

Aves

O número de pessoas que adotam as aves como animais de estimação cresce a cada dia, uma vez que as mesmas necessitam de um pequeno espaço físico para viver, além da praticidade do seu manejo.

Este grande mercado de aves, necessita de uma série de profissionais qualificados ou especializados que propiciem o bem-estar animal. Infelizmente a minoria da população sabe que dentro da medicina veterinária este aprimoramento existe, e abrange a área de animais silvestres.

A medicina em aves ornamentais e silvestres difere em muitos aspectos da de pequenos animais. O médico veterinário deve estar apto a avaliar uma gaiola e o seu conteúdo, os excrementos macroscopicamente e microscopicamente, observar a ave na gaiola (frequência respiratória), realizar uma captura o menos estressante possível com posterior contenção.

Exame Físico

O exame físico compreenderá peso (dentro da normalidade), olhos (limpos, simétricos e centralizados na órbita), seios (infra-orbitário), narinas e ceroma (estrutura saliente na base do bico superior), bico (supercrescimento, inchaços, sulcos ou necrose), orofaringe (coana e tônus do maxilar), cabeça (anormalidades da pele e penas), ouvidos (eritema, sangue e descargas), papo (os tucanos e corujas não o possuem!), esôfago, traquéia, musculatura, pele e penas, abdômen, ânus e cloaca, asas, pés e pernas (crostas, prurido) anilha (sem ferimentos na pata), cauda e glândula uropigial (inchaço, eritema, ulceração e ruptura) e estado de hidratação.

Testes Diagnósticos

Os testes diagnósticos são de extrema importância para diagnosticar ou descartar doença nas aves. A determinação de um diagnóstico através de um teste diagnóstico permite um tratamento correto imediato da doença. Os diagnósticos presumidos podem levar a um retardo do tratamento ou mesmo a morte. Pode-se suspeitar de um diagnóstico e se começar um tratamento aguardando os resultados dos testes diagnósticos, mas deve-se utilizar sempre o teste diagnóstico para determinar um diagnóstico definitivo em todos os casos em que o proprietário permitir.

Por todos estes fatores acima descritos, a especialização em silvestres é de suma importância, para que cada vez mais possamos entender melhor os hábitos e as enfermidades destes amiguinhos tão interessantes.

Adicionar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *